Compromisso com a verdade dos fatos

Bem-vindo ao blog Garimpando Palavras

sábado, 31 de agosto de 2013

Esporte de Patos vence Santa Cruz por 2x0





Esporte Clube de Patos

Santa Cruz de Santa Rita

















Com gols de Enercino, no primeiro tempo, e Eduardo Rato, de pênalti, na etapa complementar, o Esporte Clube de Patos venceu sua segunda partida pelo Campeonato Paraibano 2ª Divisão. A vítima desta vez foi o Santa Cruz de Santa Rita.

O jogo aconteceu no Estádio Municipal José Cavalcanti, em Patos e contou com um razoável público. Na estréia o Patinho vencera o Sport de campina Grande, no Amigão por 3x0.

A próxima partida da equipe de Patos será na quarta-feira, também em casa, contra a Queimadense, às 20h15. O Esporte, sob comando de marcos nascimento, vem crescendo de produção, tendo maior entrosamento de seus atletas.

A entrada de Enercino deu maior poder de ataque à equipe, que precisa jogar um pouco mais pelas laterais facilitando assim a chegada dos meias e a boa estatura de Eduardo Rato, atacante que joga mais plantado dentro da área.


Município que demitir médico será excluído de programa, diz ministro

Foto:uol

O ministro Alexandre Padilha (Saúde) afirmou ontem que as cidades que substituírem seus profissionais pelas equipes do Mais Médicos serão excluídas do programa.

"Quem está pensando em fazer substituição não entra no Mais Médicos, é excluído", disse ele à reportagem.
 
A Folha revelou ontem a intenção de gestores de 11 cidades, de quatro Estados, de demitirem médicos próprios em troca dos bolsistas custeados pelo governo federal.
 
O programa da gestão Dilma Rousseff (PT) visa levar estrangeiros e brasileiros ao interior e às periferias --para atenuar a carência de médicos.
 
O governo, segundo Padilha, já notificou as cidades citadas, que terão cinco dias para explicarem a situação.
 
O ministro disse que no programa lançado em julho estão previstos filtros para evitar essas trocas. Um deles é um cadastro online onde os gestores devem registrar mensalmente detalhes dos profissionais dos municípios.
 
Sem isso, a prefeitura não recebe os recursos do governo para custear a equipe.
 
O gestor inscrito no programa é proibido de reduzir a quantidade de equipes cadastradas. Também não é permitido que ele troque, no sistema, um nome de médico contratado pelo do Mais Médicos.
 
"As regras do programa e os filtros no cadastro online foram feitas, exatamente, para impedir qualquer tentativa de simples substituição de médicos", disse Padilha.
 
O ministro afirmou que esse é um compromisso assinado pelas cidades inscritas. Quem burlar será punido.
 
O secretário de gestão do trabalho e educação do ministério, Mozart Sales, declarou que a troca de profissionais é "inadmissível".
 
"Os municípios que insistirem nessa questão nós vamos visitar e, se observada essa prática, os médicos serão remanejados e esses municípios serão excluídos."
 
Em nota, a pasta informou que as cidades "só poderão desligar médicos da atenção básica em situações excepcionais justificadas à coordenação nacional do programa, como, por exemplo, descumprimento comprovado de carga horária e/ou outra falha ética ou profissional".
 
Padilha disse que haverá moralização da carga horária de médicos das cidades.
 
"Como você vai ampliar a oferta de médicos, você moraliza a carga horária de outros médicos", afirmou ele, citando a situação mostrada pela Folha de uma médica na Bahia. A reportagem apontou que ela será trocada por alguém do Mais Médicos. O gestor argumentou que ela não cumpria a carga horária.
 
Folha de São Paulo

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Veja a lista dos 50 deputados que estavam na Câmara, mas não votaram no caso Donadon

Donadon, Foto:Veja

Cinquenta deputados estavam presentes na Câmara mas não foram ao plenário na sessão que iria decidir a cassação do deputado federal Natan Donadon (ex-PMDB-RO). As ausências contribuíram para livrar da cassação o deputado-presidiário, primeiro parlamentar preso desde a volta do país à democracia, em 1985.


Durante a votação, que é secreta, o plenário registrou apenas 233 votos pela cassação --24 a menos do que o mínimo necessário. Outros 131 congressistas votaram pela absolvição e 41 se abstiveram. Dentre os 108 deputados que faltaram, 50 deles estavam no prédio e não foram votar.
Em números absolutos, o PT foi o partido que mais teve evasão de deputados: 11 não compareceram à sessão que poderia ter cassado Donadon. Proporcionalmente, o partido com mais "fujões" foi o PP: 21,1% dos presentes não votaram.

Natan Donadon foi condenado a mais de 13 anos de prisão pelo STF (Supremo Tribunal Federal) pelo desvio de R$ 8,4 milhões da Assembleia de Rondônia por meio de contratos de publicidade fraudulentos.

Confira a lista completa dos omissos:
PT
Angelo Vanhoni (PR);
Beto Faro (PA);
Biffi (MS);
Iriny Lopes (ES);
João Paulo Cunha (SP), condenado no julgamento do mensalão;
Marina Santanna (GO);
Miguel Corrêa (MG);
Odair Cunha (MG);
Pedro Eugênio (PE);
Pedro Uczai (SC);
Vicentinho (SP);

PP
Beto Mansur (SP);
José Linhares (CE);
José Otávio Germano (RS);
Luiz Fernando Faria (MG);
Paulo Maluf (SP);
Renzo Braz (MG);
Toninho Pinheiro (MG);
Vilson Covatti (RS);

PMDB
André Zacharow (PR);
Eliseu Padilha (RS);
Gabriel Chalita (SP);
Genecias Noronha (CE);
José Priante (PA);
Leonardo Quintão (MG);
Newton Cardoso (MG);

PSD
Edson Pimenta (BA);
Eduardo Sciarra (PR);
Eliene Lima (MT);
José Carlos Araújo (BA);
Sérgio Brito (BA);

DEM
Claudio Cajado (BA);
Eli Correa Filho (SP);
Jorge Tadeu Mudalen (SP);
Lira Maia (PA);

PDT
Enio Bacci (RS);
Giovani Cherini (RS);
Giovanni Queiroz (PA);

PR
Valdemar Costa Neto (PR), condenado no julgamento do mensalão;
Vicente Arruda (CE);

PSB
Abelardo Camarinha (SP);
Paulo Foletto (ES);

PSC
Nelson Padovani (PR);
Pastor Marcos Feliciano (SP);

PSDB
Carlos Roberto (SP);
Marco Tebaldi (SC);

PC DO B
Jandira Feghalli (RJ);

PMN
Jaqueline Roriz (DF), outra deputada que escapou de cassação do mandato;

PPS
Arnaldo Jardim (SP);

PV
Eurico Júnior (RJ);




folhaonline

Câmara discute demissões na Prefeitura de Patos

Foto:Ascom
Na noite desta quinta-feira (29) a Câmara de Vereadores de Patos recebeu a Secretária de Finanças do município, Méricles Medeiros, a contadora Clair Leitão e o Secretário de Administração, Charles Willams.
  
A presença dos assessores foi uma solicitação do vereador Fernando Jucá (PT), que apresentou o requerimento nº 270/2013 com o objetivo de esclarecer à população patoense como o Poder Executivo estaria se adequando à Lei de Responsabilidade Fiscal.
  
Segundo a contadora Clair leitão, a Prefeitura deverá cumprir a determinação Judicial que prevê a rescisão de 704 contratos até hoje, 30 de agosto. De acordo com a Ação movida pelo Ministério Público até 15 de dezembro haverá a anulação de mais 450 contratados sendo 25% ao mês, durante os meses de setembro, outubro e novembro.
  
O Secretário de Administração Charles Williams comentou que o município busca soluções para cumprir a sentença, ao mesmo tempo em que o serviço público não seja prejudicado com a saída destes funcionários, afirmando que precisará ainda mais da colaboração dos efetivos até a realização do concurso em 2014.
  
A Secretária de Finanças, Méricles Medeiros, disse que a queda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), a crise internacional e o aumento dos salários, fizeram com que a Receita da cidade tivesse uma queda, mas que o Poder Executivo está atento e compromissado em reverter este quadro, começando pelo cumprimento da ação determinada pela justiça e a busca pelo aumento da arrecadação.
  
Interrogada pelos vereadores quanto às penalidades em relação ao descumprimento da ação que prevê a demissão dos contratados, Clair Leitão foi direta. “O não cumprimento da sentença acarretará em multas, contas reprovadas, cancelamento dos convênios a níveis estadual e federal e uma possível pena de reclusão pra a gestora do município”.
  
O vereador Fernando Jucá, afirmou que o encontro foi válido, no sentido de esclarecer as dúvidas dos parlamentares a respeito do plano de ação do governo para reajustar as despesas com Pessoal em patos. “Reconhecemos que a Prefeitura estará cumprindo a determinação da justiça e com isso poderemos retomar a discussão sobre o Plano de Cargos, Carreiras e Salários da Saúde”.
  
O vereador lamentou a ausência da população que não se fez presente à sessão para acompanhar as explicações dos assessores. “Estamos aqui pelo povo e precisamos do seu apoio para cobrar dos governantes. Esperava esta Casa cheia, mas não aconteceu. Mesmo assim continuamos na luta, porque é nosso dever enquanto parlamentares buscar melhores condições de vida e de trabalho para o patoense”, concluiu.

ASCOM Câmara de Vereadores de Patos

Mutirão de catarata tem prosseguimento em Patos no mês de setembro



“Agora vou poder voltar a visitar meus familiares em outros municípios. Irei a Patos sozinho, sairei de casa para conversar com meus amigos”, diz o senhor Solon Anastácio Pereira, 86 anos, residente em Quixaba, que viu sua vida renovada após a cirurgia de catarata. Ele foi uma das 400 pessoas que passaram por triagem e que se tornaram aptas a esse procedimento cirúrgico.

Ele explica que sofria bastante pela dificuldade de enxergar, um problema que teve início há trinta anos que afetou-lhe os dois olhos, e que se agravou nos últimos dois anos, com a recomendação médica para que cuidasse em fazer logo a cirurgia. Ele brinca e diz que já olha “as meninas bonitinhas passando”. Em Quixaba das dez pessoas cadastradas, sete fizeram a cirurgia e outra, por problemas de pressão, aguarda a estabilização.

Solon Anastácio
Outra moradora de Quixaba, Benigna Maria da Conceição, 86, natural de Santa Luzia, mas que reside nesse município há 60 anos, mãe de 17 filhos, dois já falecidos, não nega ter tido muito receio da cirurgia, e por duas vezes quase desiste, mas por insistência das filhas hoje agradece e comemora ter voltado a enxergar. “Valeu à pena. Com a nova visão, tudo que eu fazia antes agora farei bem melhor”, desabafou com largo sorriso.

A secretária adjunta de Saúde de Quixaba, Sandra Maria Alves, explica que, acompanhando o dia a dia desses idosos, via todo o sofrimento deles por não enxergarem bem. “Para eles era muito sofrido. Quando fazíamos a busca ativa muitos não se cadastraram por receio da cirurgia. Hoje, com o depoimento dos que fizeram, há cerca de vinte pessoas com os mesmos problemas querendo fazer a cirurgia de catarata”, comenta Sandra.

Pelo programa de cirurgias eletivas (que não tem caráter de urgência), o Governo Federal destinou à Paraíba mais de R$ 12 milhões a ser distribuídos. Em Patos o cadastramento teve início em maio do ano passado. Houve bastante tempo para que os municípios montassem suas demandas. Para a regional Patos, que compreende 24 municípios a SES – Secretaria de estado da Saúde destinou 545 cirurgias de catarata. Na Paraíba estão previstos 3. 383 desse procedimento.

Fazem parte da regional Patos, este município, Areia de Baraúnas, Cacimbas, Cacimba de Areia, Catingueira, Condado, Desterro, Emas, Junco do Seridó, Mãe D’Água, Malta, Matureia, Passagem, Quixaba, Salgadinho, Santa Luzia, São Mamede, São José de Espinharas, São José do Bonfim, São José do Sabugi, Teixeira, Várzea, Vista Serrana e Santa Teresinha. A 6ª Gerência Regional de Saúde mantém oito pessoas como apoiadores aos municípios, trabalhando políticas públicas, orientando, agilizando processos que tragam melhorias à população.

O oftalmologista Valério Câmara, um dos quatro médicos responsáveis pelo mutirão de cataratas na regional Patos, considerou que as 50 cirurgia realizadas no início deste mês no Hospital Regional Dep. Janduhy Carneiro, em Patos, foram um sucesso. Disse que no retorno os pacientes demonstraram muita felicidade, algo que sempre acontece nessas ocasiões, já que a visão é importante, inclusive para que a pessoa se sinta inserido socialmente.

É o caso do senhor Hélio Alves de Sousa, 76, do município de São José de Espinharas, que elogiou a equipe médica que o atendeu. “Pessoal muito gentil e atencioso. Graças a Deus e a eles voltei a ver novamente através do olho esquerdo. Agora é só seguir as recomendações do médico pelos próximos dias e desfrutar bastante da companhia da minha família e amigos”, comentou.

Inês Benigna
A senhora Maria Roseni Araújo Eduardo, 63, natural de Campina Grande, há 50 residindo em Santa Teresinha, diz que sua visão estava comprometida pela catarata, o que a fazia enxergar apenas vultos. “Meu problema foi detectado há três anos. Via um ponto preto que parecia um besouro. Os óculos que usava atrapalhavam ainda mais e não costumava sair de casa. Hoje vejo muito bem e deixei de ter dores de cabeça, que tinha com frequência. Para mim o resultado foi excelente e recomendo a quem precisa que faça a cirurgia quando tiver a oportunidade”, enfatiza.

Outra paciente de Santa Teresinha, Inês Benigna de Araújo, 64, também fala da maravilha que é voltar a enxergar novamente e que consegue ler e escrever tranquilamente. “Meu olho vivia quase que totalmente fechado. Pensei que não conseguiria voltar a ver”, diz com alívio.

A 6ª GRS está montando com a equipe médica nova agenda de cirurgias de catarata, com duas datas já fechadas, dias 9 e 23 de setembro. “Estamos discutindo com os médicos, que são de fora, para agendar todas as cirurgias restantes para o próximo mês”, informa o gerente regional, José Leudo Farias.

Alguns pacientes não compareceram ainda à clínica CLIPA para receber seu laudo médico e saber se podem ou não passar pelo procedimento cirúrgico. A cidade de Patos possui o maior número de pacientes da região com problemas de catarata e apresentou uma demanda de 123.

Hospital Regional de Patos Dep. Janduhy Carneiro

O Hospital Regional de Patos Dep. Janduhy Carneiro, que completa 60 anos no dia 26 de novembro próximo, é o local em que estão ocorrendo as cirurgias eletivas de cataratas de pacientes dos 24 municípios da jurisdição da 6ª GRS. O HRP realiza 7.500 atendimentos mensais em média. Diariamente chegam pacientes de diversos municípios da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco em busca de socorro médico.

“Grande parte desses atendimentos é de responsabilidade da atenção primária, que deveria acontecer nas unidades de saúde, coisa que os municípios não cumprem, o que causa sérios transtornos como a superlotação da urgência e emergência”, desabafa Sílvia Ximenes, diretoria do Regional de Patos. Ela diz que os gestores pecam por não cuidar da prevenção, tratamento e reabilitação, algo que compete aos municípios, e que preferem lutar por ambulâncias para transportar os doentes para outros centros. Reclama que não o Hospital não recebe os repasses ministeriais por tais procedimentos de baixa complexidade.

De dois anos para cá o HRP teve ampliação de mais 30 leitos de enfermarias, com avanços nas áreas de psicologia e serviço social; ampliação da área amarela em mais dez leitos, área esta climatizada, com equipamentos de alta tecnologia e destinada a pacientes em observação; Sete enfermarias foram reformadas; houve construção da central de endoscopia e da central de esterilização.

Os recursos empreendidos pelo Governo do Estado anos passado com a área amarela, enfermarias, unidade de AVC e refeitório foram superiores a R$ 1 milhão. Atualmente são 156 leitos, sendo seis de UTI e sete para os casos de AVC. Mensalmente o Governo Estadual repassa R$ 700 mil ao Hospital Regional em medicamentos e insumos, além de materiais médico-hospitalares e manutenção de equipamentos.

Oncologia – A unidade de Oncologia, Unacon (Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia) de Patos, será construída no anexo do HRP. São mais de R$ 6 milhões, dinheiro federal e estadual, a serem investidos nessa que será referência para dezenas de municípios da região, evitando que os pacientes portadores de câncer tenham que fazer longos trajetos em busca do tratamento. A Unacon fará diagnóstico, tratamento e reabilitação, tudo pelo SUS. “Inicialmente será disponibilizado tratamento de quimioterapia e dois anos depois, segundo as previsões, também radioterapia”, explicou Ximenes.


Marcos Eugênio (6ª GRS)

Patoenses revivem anos dourados da Jovem Guarda neste sábado



Neste sábado a cidade de Patos mais uma vez revive os anos dourados da Jovem Guarda, estilo musical de época, cujo gosto é passado de geração a geração. Anos 60, na sua XVII edição é uma promoção da Pastoral da Criança e visa arrecadar fundos para as obras solidárias, projeto social desenvolvido com crianças carentes da Rua do Meio, Bivar Olinto e comunidade São Francisco.



O evento está marcado para às 22h no Coliseum Hall, saída para Piancó. Mesas estão sendo vendidas na Banca Catedral, Policlínica, Paris Calçados e com os agentes pastorais.

O evento será animado pela Banda Mistura Fina, uma das mais celebradas pela qualidade musical e repertório.

Os anos 60 foi uma década de intensas mudanças no comportamento dos jovens, seja no vestuário, penteado, gosto musical, onde prevaleceu o rock, o iê, iê, iê. No Brasil se viveu a tendência surgida nos Estados Unidos e a música foi marcante para aquela geração, onde o saudosismo persiste.

A Festa dos Anos 60, em Patos, é uma volta ao passado, onde muitas pessoas, inclusive, se vestem a caráter, reencontram amigos que compartilharam daquele momento. Mas muitos jovens também marcam presença, não apenas para se divertirem, mas contribuir para que os Anos Dourados continuem a fazer parte da cultura musical brasileira. 


Marcos Eugênio

Ricardo e ministro firmam parceria para instalar campus da UEP

A cidade de Areia vai receber em breve uma Unidade de Educação Profissional (UEP). A criação do campus foi acordada nessa quarta-feira (28), em Brasília, durante reunião realizada entre o governador Ricardo Coutinho e o ministro da Educação, Aluízio Mercadante.
A instalação do Campus de Areia vai ser possível graças à doação do Hotel Bruxaxá pelo governador Ricardo Coutinho. A parceria do Governo da Paraíba com o Ministério da Educação vai permitir a formação qualificada de profissionais na área de Turismo, Gastronomia e Hotelaria. O campus vai contar com a disponibilidade da infraestrutura do hotel, que fica localizado em Areia, e possui instalações favoráveis para o desenvolvimento dos cursos.
Segundo o governador Ricardo Coutinho o novo campus vai poder formar mão de obra qualificada para atender a demanda turística, que anualmente aumenta na Paraíba, e que deve dobrar com a chegada do Centro de Convenções. “Estamos repassando o hotel para que seja formado um núcleo de desenvolvimento profissional. O Centro de Convenções vai dar uma repaginada no turismo, dialogando com avanços em toda a Paraíba. Isso significa uma mudança do perfil da região, o que vai ser de fundamental importância para a economia da Paraíba”, afirmou o governador.
O ministro da Educação, Aluízio Mercadante, referendou a afirmação do governador Ricardo Coutinho, acrescentando que o Campus vai ser instalado em uma região reconhecidamente vocacionada para o turismo. “Acho a proposta fantástica. Vamos dar andamento, o hotel já existe, a estrutura está pronta. Vamos fazer cursos voltados para gastronomia e turismo. A demanda de turismo é grande e temos informação que vem crescendo na região. Vamos montar um grande polo de gastronomia e, quem sabe, um centro voltado para um dos produto típicos da região, que é a cachaça”, afirmou o ministro.
De acordo com o reitor da UEP, João Batista Oliveira, os cursos superiores de tecnologias passam a dar suporte prático ao desenvolvimento dos municípios. “Os cursos a serem ofertados em Areia deverão se concentrar no eixo tecnológico de hospitalidade e lazer. Para a instalação do campus em Areia levou-se em consideração a infraestrutura do Hotel Bruxaxá, que já está pronta e disponível para uso como hotel escola. Areia é uma cidade histórica, onde foi instalada a primeira faculdade de Agronomia do Nordeste. O benefício social para a região é grandioso”, disse o reitor.
Para o deputado estadual Tião Gomes a instalação do Campus em Areia vai proporcionar o desenvolvimento da região de forma significativa. “Essa parceria vai beneficiar toda região do Brejo paraibano e dará impulso ainda maior à atividade turística. Essa é, sem dúvidas, uma grande conquista da população de Areia e de todo o Brejo. Uma escola de hotelaria, além de formar profissionais para a área, vai estimular o turismo na região”, comemorou o deputado.
Também participaram da reunião o secretário Executivo do Ministério da Educação, José Henrique Paim; o reitor da UEP da Paraíba, João Batista; o deputado federal Damião Feliciano; o prefeito da cidade de Areia, Paulo Gomes; o deputado estadual Tião Gomes e o superintendente de obras da Suplan, Ricardo Barbosa.

Secom-PB

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Médicos cubanos: por que tanta gritaria?

Maria Clara Lucchetti Bingemer*


Estou impressionada com a verdadeira gritaria que se instaurou com a vinda dos médicos estrangeiros – sobretudo cubanos, mas não só – para trabalhar por tempo determinado em território brasileiro. Os argumentos são variados e controversos e não chegam a construir uma linha de raciocínio coerente. 
Senão, vejamos: o Brasil precisa de mais médicos?  Acredito que quanto a isso todo mundo esteja de acordo.  A resposta é sim. São justamente as regiões mais longínquas e carentes que sentem mais profundamente a falta desses profissionais? Aqui também a resposta é afirmativa. Os médicos que se formam nas faculdades de medicina no país querem ir para as regiões mais distantes para nelas trabalhar ou, ao menos, viver os primeiros anos de sua profissão?  Aqui a resposta é negativa. 
Então, diante deste quadro, que mostra de um lado uma carência e, de outro, a impossibilidade de os profissionais brasileiros atenderem satisfatoriamente; diante, igualmente, da disponibilidade de estrangeiros virem trabalhar e atender as regiões que apresentam maior carência – por que não acolhê-los e oferecer à população brasileira uma oportunidade de dar passos significativos em direção a uma melhoria da saúde
Mas a grita continua.  Invoca-se o salário que vão receber os médicos, que é alto. Depois reclama-se que apenas uma percentagem pequena do salário vai ficar com os médicos, sendo a maior parte repassada ao governo cubano.  Em seguida, alega-se que os médicos não têm preparação adequada, nem falam a língua do país e, portanto, não poderão comunicar-se com os pacientes.  E etc e etc. 
Sinceramente, parece-me uma polêmica tão estéril que não mereceria sequer um centímetro de espaço da grande imprensa e, no entanto, aí está, ocupando não só páginas de jornais como também minutos em noticiários televisivos e levantando bílis e humores de brasileiros que despejam nos pobres médicos estrangeiros que aqui chegam seus sentimentos negativos, sem censura ou cortesia.  
Não posso entender o porquê das vaias que os médicos receberam ao desembarcar no aeroporto. Um espetáculo muito constrangedor. Nem a razão das violentas agressões que sofreram no Ceará.  Nem a disfarçada xenofobia que faz classificá-los todos como “cubanos”, enquanto há espanhóis, portugueses, argentinos e outras nacionalidades entre os que chegam ao Brasil para aqui exercer a medicina. 
Questionam a competência dos médicos, sobretudo dos cubanos.  Talvez isso seja realmente fruto de pura e simples desinformação. A medicina cubana é de boa qualidade.  Em alguns campos de especialidade, tais como oftalmologia, dermatologia, por exemplo, notabiliza-se entre as melhores do mundo.  É totalmente equivocado pensar que Cuba não tinha o que fazer de seus médicos, e por isso mandou-os para cá.  Estamos recebendo bons profissionais, certamente muito bem formados, sobretudo na medicina básica e em saúde pública, que é aquilo de que mais irão necessitar as regiões que serão por eles atendidas. 
Outra objeção é que não há hospitais, leitos, material cirúrgico etc para que os médicos trabalhem.  Creio, com todo respeito, que isto não é problema deles, mas nosso.  Se deixamos chegar a este ponto de inanição a saúde no Brasil, o problema é nitidamente nosso e não dos médicos que se dispõem a vir até aqui trazer suas habilidades e sua competência para ajudar nosso país, sobretudo as fatias mais carentes de nossa população. 
Se eles terão vantagens materiais com esta vinda e com o tempo em que trabalharem aqui, é outra história. E não entendo por que não poderiam ter.  Se um alto executivo europeu ou estadunidense ganha o dobro ou, às vezes, até o triplo em salário líquido e “fringe benefits” quando expatriado, por que com os médicos que vêm desempenhar uma função vital em país que não é o seu não poderiam receber alguns benefícios?  
O que acontece nesses dias com os médicos cubanos é muito triste.  Mais triste ainda se pensarmos que toda essa descortesia, essa falta da mais elementar educação, esse tratamento de baixo nível contra os médicos cubanos, chamando-os de escravos e mandando-os voltar para a senzala e chamando as médicas cubanas afrodescendentes de domésticas, seja feito por... médicos. Supõe-se que um médico seja uma pessoa educada, cuja formação foi concluída após longos anos de estudos. É inimaginável que proceda desta maneira com um colega de profissão que vem ajudar a população carente brasileira, doando conhecimento, experiência e competência.            
 *Maria Clara Lucchetti Bingemer, teóloga e professora do Centro de Teologia e Ciências Humanas da PUC-Rio.

Primeiro berçário com equipe multiprofissional já funciona em Patos

 



Cuidar Educando e Educar Brincando. Este é o slogan do Happy Tots, primeiro berçário do Sertão paraibano, aberto no último dia 16, atendendo crianças de 0 a 4 anos através de uma equipe multiprofissional, desde pedagogas, fonoaudióloga, nutricionista, psicopedagoga, dentre outras.

Áreas climatizadas, brinquedoteca, videoteca, mobília, banheiros adaptados para as crianças, o Happy Tots, segundo a empresária Izabel Nicolau, é um empreendimento que oferece o estímulo ao desenvolvimento infantil, com muitas brincadeiras, atenção, afeto e carinho. “Trabalhamos incentivando o desenvolvimento da curiosidade, imaginação e capacidade de expressão das crianças”, enfatiza.

O Happy Tots, localizado na B ossuet Wanderley, próximo ao Mont Azul, atende das 6h às 18h de segunda a sexta-feira. No local funcionam o Berçário I e II e Infantil I e II. Diariamente é seguida uma agenda de todas as atividades da criança. Os pais sabem todos os detalhes sobre o dia de seu filho, que horas se alimentou, tomou banho, comportamento, tipo de brincadeiras, atividades ludo pedagógicas. Em breve os pais também poderão acompanhar através do sistema de vigilância eletrônica, via internet, toda a rotina de sua criança.

Por uma década Isabel Nicolau se especializou no trabalho com o público infantil na Escócia, fez técnico em psicologia infantil, primeiros socorros, trabalho em berçário e em escola infantil, dentre outros conhecimentos que lhe dão credibilidade para administrar o Happy Tots, que vem acolhendo várias crianças de Patos.

Vários projetos estão sendo planejados para ser introduzidos na rotina do Happy Tots, como a introdução à língua inglesa para crianças a partir dos 3 anos de idade e o Daycare, que atenderá crianças por apenas um dia. “Às vezes os pais precisam fazer repentinamente uma viagem, não podem cuidar da criança, então daremos esse conforto e segurança para seu bebê”, afirmou Izabel, que também leciona línguas no CCAA e possui curso Tefl, com lhe permite ensinar inglês em qualquer parte do mundo.


Vazamento de gás provoca incêndio em lanchonete no centro de Patos







Por volta das 19h desta quarta-feira 28 um vazamento em botijão de gás no estabelecimento comercial Marcos Lanches, na Solon de Lucena, centro de Patos, causou um incêndio que por pouco não toma grandes proporções e atinge lojas vizinhas.

Tudo começou quando uma mangueira desprendeu de um dos botijões e passou a vazar gás. Os funcionários que estavam na cozinha, não orientados para tal situação, correram e chamaram o Corpo de Bombeiros. Houve princípio de incêndio que atingiu três botijões, mas havia no recinto outros quatro. Nenhum dos funcionários foi atingido pelas chamas. Em pouco tempo viaturas do Corpo de Bombeiros chegaram ao local e tiveram certa dificuldade para entrar na pastelaria por existir somente uma entrada e havia alta concentração de gás.

Usando mangueiras, máscaras e tubos de oxigênio, os soldados chegaram à cozinha e conseguiram debelar o fogo antes que esse atingisse maiores proporções e atingisse uma loja de tecidos e uma ótica ao lado. Todos os botijões foram retirados e colocados em local arejado e propício. Tenente Laurentino, do Corpo de Bombeiros disse que o incêndio poderia ou não ser evitado. Explicou que o Corpo de Bombeiros faz com frequência orientações sobre prevenção.

“É sempre importante funcionários receber essas orientações, de como agir nessas situações, mas por mais que a gente passe essas informações sempre há possibilidade de acontecerem incidentes desse nível. “Nossa primeira recomendação é que as pessoas saiam do local e acionem o Corpo de Bombeiros que, com técnicas profissionais para agi para evitar o pior”, orientou.

Marcos Eugênio


quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Maturéia realiza campeonato de xadrez



A Biblioteca Municipal Celso Furtado em Matureia através da Secretaria de Educação promoveu ontem, terça-feira (27), das 17h às 21h o 1º Campeonato de Xadrez do município. A disputa reuniu jovens das escolas municipais José Ramalho Xavier e Maria Tâmara, além da Escola Estadual Antonio Moacir Dantas Cavalcante. Eles foram orientados e arbitrados pelo professor de Xadrez e diretor do Departamento de Programação Cultural da Fundação Ernani Sátiro, da cidade de Patos, Severino Amâncio de Morais Neto, o Bil do Xadrez.
“As crianças tem esse lado mais interativo, mas o xadrez tem caráter educativo, de trabalhar a atenção e a concentração de forma lúdica e interativa. Também a partir do confronto que existe entre os oponentes cria-se esse ambiente favorável para o desenvolvimento de habilidades, como o espírito de luta e a perseverança, fatores importantes na construção humana, sobretudo dos adolescentes”, frisou o professor.
O estudante Ricardo Tomaz Pedrosa, aluno do 1º ano do Ensino Médio foi o primeiro colocado no Campeonato. Apresentado ao Xadrez em 2008, quando cursava a 5º série, ele vê no esporte uma possibilidade de exercitar as habilidades dos participantes. “Estimular as habilidades e a capacidade da mente, acredito que esse é o principal propósito do Xadrez. Achei muito boa a iniciativa da realização desse Campeonato”, comentou o estudante.

Jéssica Freitas/Ascom Matureia

Apagão no NE foi causado por queimada no Piauí, diz ministro


O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, disse que a causa do apagão no Nordeste ocorrido nesta quarta-feira (28)  foi uma queimada na fazenda Santa Clara na cidade de Canto do Buriti, no Piauí.

O ministro informou que as causas da queimada - se foi natural ou provocada por ação humana - ainda estão sendo investigadas. Segundo o ministro, a preocupação inicial foi restabelecer o sistema.
O ministro disse ainda que o apagão atingiu "todo o Nordeste", mas que o sistema já foi recuperado. No entanto, Lobão disse que há a possibilidade de algumas cidades no interior dos estados ainda estarem com falta de energia.
'Lamentavelmente acontece'
Lobão negou fragilidade no sistema. "O sistema é bom, é forte, é igual aos melhores do mundo. Queimada provoca esse tipo de desligamento, lamentavelmente acontece. Já aconteceu outras vezes no Brasil e no exterior", disse o ministro.

O ministro convocou para esta quinta-feira, em Brasília, uma reunião extraordinária do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), integrado pelas autoridades do setor.
1º desligamento ocorreu às 14h58


O Operador Nacional do Sistema divulgou uma nota explicando que houve desligamentos em duas linhas devido "a foco de calor (queimada na região)". O primeiro deles ocorreu às 14h58.

A nota diz ainda que as cargas de energia do Nordeste foram praticamente recuperadas às 17h30. Veja a íntegra abaixo.
A área de fiscalização da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) disse que houve uma queda de energia de grandes proporções no Nordeste às 15h03, derrubando a carga para 10% do nível normal - de 10.000 megawatts para 1.000 megawatts.
Aneel disse que, após a apuração das causas pelo ONS, fará a fiscalização do problema e, se houver culpados, aplicará multa.
O diretor-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Hermes Chip, afirmou que nesta época do ano, em razão da seca e do caloR, é comum casos de "fogo espontâneo" em mata.
No ano passado

Em 2012, a região Nordeste enfrentou apagões em setembro e outubro. Em 22 de setembro, segundo o ONS, um problema nas interligações Sudeste/Norte e Sudeste/Nordeste, atingiu o fornecimento de energia elétrica em parte da região Nordeste do país.

Em outubro, outra ocorrência afetou os nove estados do Nordeste do país no final da noite do dia 25 e início da madrugada do dia 26.
Íntegra da nota da ONS sobre apagão
Ocorrência no Sistema Interligado Nacional em 28/08/2013

Às 14h58, ocorreu o desligamento da Linha de Transmissão de 500 kV Ribeiro Gonçalves - São João do Piauí (circuito 2), da IENNE, empresa controlada pela espanhola ISOLUX, devido a foco de calor (queimada na região). Às 15h04, esse circuito foi religado manualmente, tendo havido um novo desligamento pela mesma razão às 15h06.


Às 15h08, também devido à queimada, foi desligada a segunda linha Ribeiro Gonçalves – São João do Piauí (circuito 1), da TAESA, empresa controlada pela CEMIG, configurando uma contingência dupla, que conduziu à perda de sincronismo e consequente separação da região Nordeste do restante do Sistema Interligado Nacional (SIN), havendo perda de carga de aproximadamente 10.900 MW, com o desligamento adicional das seguintes linhas de 500 kV de interligação do SIN com a região Nordeste:
• Presidente Dutra / Teresina Circuitos 1 e 2;
• Presidente Dutra / Boa Esperança; e
• Bom Jesus da Lapa / Rio das Éguas.
Após identificada a origem da ocorrência, deu-se início à recomposição das cargas da região Nordeste, tendo a das capitais sido, praticamente, concluída às 17h30.

G1

Arquivo do blog