Compromisso com a verdade dos fatos

Bem-vindo ao blog Garimpando Palavras

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Mesatenista patoense, Joaby Medeia, consegue medalha de bronze em Fortaleza




O mesatenista Joaby Medeia (Patos-PB), conquistou entre os dias 22 e 25 de maio, uma medalha de bronze na categoria Juventude (Rating I - 20 anos), pelo 45º Campeonato Brasileiro de Tênis de Mesa da CBTM, que aconteceu na capital Fortaleza (CE).

De acordo com Joaby, esse foi o primeiro campeonato mais importante para ele, pois estavam os melhores jogadores do esporte em todo o Brasil.

“Me surpreendi com o resultado, pois o campeonato é a nível brasileiro, onde participaram os melhores mesatenistas do pais. Graças a Deus, me sobressai diante de tantos atletas competentes e consegui essa medalha, e isso foi muito importante pra mim. Conforme vou competindo o meu nível técnico vai aumentando e minha pontuação também, até o dia que eu consiga chegar no nível A, que é onde os profissionais se enfrentam. Continuarei competindo em busca de mais pontuação até quem sabe chegar a uma seleção brasileira”, contou o atleta.

Atualmente, Joaby Medeia, natural de Mãe D´água, mas naturalizado patoense, está com 20 anos de idade, e participa das competições patrocinado pela empresa Armazém Paraíba, nas pessoas de Sergiano e Francisco Feitosa.

Nesse mesmo campeonato, o também patoense, o mesatenista Amaury Bonfim, conseguiu o bronze na categoria Veterano 40 (Rating L). Já Henrique Augusto também participou, e além de não ter alcançado medalha, representou bem o esporte a nível de estado.




José Hélio Almeida Barbosa

Brasil fica no 24º lugar em 'Copa' de velocidades da internet; veja ranking





Brasil possui a nona pior velocidade média de internet entre os 32 países que participarão da Copa do Mundo, segundo levantamento do G1 nos dados de conexão fornecidos pela companhia de infraestrutura de rede Akamai.

taxa de transferência do país é de 2,7 Megabit por segundo (Mbps), segundo números de dezembro de 2013, os mais recentes disponíveis. Se entrassem em campo, essas taxas de download e upload colocariam o Brasil no 24º lugar da competição. Como somente avançam às oitavas-de-final os primeiros e segundos colocados de cada um dos oito grupos, o país não estaria entre as 16 equipes. Com isso, o país não passaria da fase de grupos do torneio, que começa no dia 12 de junho.

A conexão no Brasil é mais veloz apenas que a da Costa Rica (2,1 Mbps), Honduras (2,1 Mbps), Irã (1,2 Mbps), e dos países africanos, Gana (2,4 Mbps), Costa do Marfim (2 Mbps), Nigéria (1,8 Mbps), Argélia (1,1 Mbps) e Camarões (0,9 Mbps) (Veja a lista completa abaixo).

Ainda que a velocidade de internet brasileira fosse confrontada com as dos países do Grupo A, como ocorrerá dentro de campo na Copa, o país ainda não passaria da primeira fase. Isso porque dois dos adversários têm taxas de conexão domésticas maiores que as do Brasil. Primeira rival no torneio, a Croácia tem velocidade média de 4,9 Mbps. O México, país da seleção a ser enfrentada na segunda rodada, tem taxa de 4 Mbps. Vencer mesmo só Camarões, que, aliás, tem a pior velocidade de internet na competição inteira.

Segundo Jonas Silva, diretor geral da Akamai no Brasil, o Brasil escorrega em sua grande inclusão digital e pelo grande avanço da internet. Atualmente, 37 milhões de IPs únicos. Os números de protocolo de internet são utilizados por todo aparelho conectado para navegar na rede. Esse volume faz do Brasil o quinto maior detentor de IPs do mundo. E beirando o quarto lugar, já que a Alemanha, ocupante do posto por enquanto, possui 37,1 milhões de IPs. "Se a gente pudesse colocar mais de onze jogadores, a gente ganhava fácil", brinca Silva. De um ano para o outro, o crescimento no número de IPs no Brasil foi de 47%, um dos maiores do mundo.

O número de IPs do Brasil indicam o gigantismo do país. Já o percentual de crescimento mostra que a cada ano mais pessoas passam a navegar na rede. “Quem é incluído digitalmente não parte de uma velocidade alta. Primeiro, ele quer descobrir o que é a tal da internet. Depois que ele entra na internet que ele vê que pra ver filme precisa de mais velocidade, para não ver o vídeo todo picadinho. Ou seja, essa inclusão digital é que puxa nossas médias lá para baixo”, explica.

Na ponta de cima da tabela, está a Coreia do Sul, que desfruta de uma velocidade média de 21,9 Mbps. Completam os cinco primeiros lugares o Japão (12,8 Mbps), Holanda (12,4 Mbps), Suíça (12 Mbps) e Estados Unidos (10 Mbps).

No caso dos quatro primeiro lugares, Silva explica que o tamanho do território ajuda, pois é facilitada a implantação de fibras óticas, que transmitem sinal de banda larga a altas velocidades. Conta também serem países desenvolvidos e terem uma população com maior poder aquisitivo, aspectos que também valem para os norte-americanos.
[
No caso dos EUA, que possui dimensões territoriais continentais, porém, conta ainda a maiorcompetição entre as empresas que aumenta as opções para que os consumidores migrem parapacotes de internet mais rápidos e baratos. "Também há a disponibilidade em abundância de conteúdo. O Spotify chegou na semana passada ao Brasil. Esses caras têm essas opções há muito mais tempo. À medida que você vai colocando opções de entretenimento na internet, é isso que faz a pessoa dizer: 'Puxa, eu preciso ter um negócio desses'", comenta Silva.

Veja o ranking:

1) Coreia do Sul: 21,9 Mbps
2) Japão: 12,8 Mbps
3) Holanda: 12,4 Mbps
4) Suíça: 12 Mbps
5) Estados Unidos: 10 Mbps
6) Bélgica: 9,8 Mbps
7) Inglaterra (Reino Unido): 9,4 Mbps
8) Alemanha: 7,7 Mbps
9) França: 7,7 Mbps
10) Rússia: 7,4 Mbps
11) Espanha: 6,6 Mbps
12) Portugal: 6 Mbps
13) Austrália: 5,8 Mbps
14) Itália: 5,2 Mbps
15) Grécia: 4,9 Mbps
16) Croácia*: 4 Mbps
17) México: 4 Mbps
18) Bósnia e Herzegovina: 3,6 Mbps
19) Chile: 3,4 Mbps
20) Equador: 3,4 Mbps
21) Argentina: 3,1 Mbps
22) Uruguai: 3,1 Mbps
23) Colômbia: 2,9 Mbps
24) Brasil: 2,7 Mbps
25) Gana: 2,4 Mbps
26) Costa Rica: 2,1 Mbps
27) Honduras*: 2,1 Mbps
28) Costa do Marfim: 2 Mbps
29) Nigéria: 1,8 Mbps
30) Irã: 1,2 Mbps
31) Argélia: 1,1 Mbps
32) Camarões: 0,9 Mbps


G1

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Santa Luzia celebra Dia do Meio Ambiente com vasta programação





Despertar o sentimento ecológico, de preservação do meio ambiente, tem sido a proposta do município de Santa Luzia-PB, através das secretarias de Saúde, Educação, durante toda esta semana em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado neste 5 de junho.

A comunidade foi chamada para participar das atividades, especialmente a de alunados, naturais multiplicadores de conhecimentos. Na programação aconteceu palestra e curso de poda, sob coordenação de alunos e professores de Engenharia Florestal da UFCG-Patos.

Discentes também da UFCG, do curso de Biologia, proferiram ofereceram uma oficina sobre plantas medicinais. A colaboração do IFPB – Picuí foi sobre reciclagem, fazendo o aproveitamento de inúmeros objetos que vão ao lixo, mas que podem servir para a confecção de utensílios úteis para o nosso dia a dia, como as garrafas peti, que se transformam em diversos produtos.

Os alunos que farão prova do Enem puderam assistir a uma palestra-aulão organizada pela escola CEDUC-Santa Luzia, enfocando o meio ambiente.


Toda a programação que ora ocorre em Santa Luzia, que será concluída nesta sexta dia 06 faz parte da execução do Plano de Resíduos Sólidos Municipal. O evento desta sexta  consta de panfletagem sobre dengue, meio ambiente, água e distribuição de hipoclorito, com orientação par a prevenção de diarréias.

I Fórum Comunitário é realizado em Patos




Visando cumprir as diretrizes estabelecidas para alcançar o Selo UNICEF Município Aprovado edição 2013-2016, a Secretaria Executiva de Articulação Social, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Comissão de Acompanhamento e Monitoramento do Selo UNICEF e diversos segmentos da sociedade, promoveram na manhã desta quarta-feira, 04, no auditório da Associação Comercial, o I Fórum Comunitário do Selo UNICEF.

De acordo com o secretário executivo de Articulação Social de Patos, Taunai Dantas, dentre as diretrizes para alcançar as metas do Selo estão a realização de fóruns comunitários e a elaboração e implementação de um plano de ação, baseado num diagnóstico da realidade do município.

“Discutimos e apresentamos o diagnóstico rápido da realidade do município que foi feito pelo mapa DCA, que mostra onde estamos em boas condições e onde é preciso melhorar. Trabalhamos no fórum seis grupos temáticos que discutiram raça, etnia, cidadania, identidade de gênero, movimentos sociais, vários assuntos pertinentes ao sistema de garantia de direitos, onde crianças possam viver em paz e sem violência em nosso município. Mais um passo em direção,” explicou.

Para o presidente do CMDCA, Judivan Pereira, o cumprimento das metas para alcançar o Selo é importante, pois busca o equilíbrio dos índices sociais positivos, fazendo de Patos um município ainda melhor para nossas crianças. “O Selo em si tem a finalidade de viabilizar uma visão de política positiva para nosso município, é algo que nos dá respaldo maior mediante governos conseguindo trazer novos projetos, novas políticas públicas para a contínua melhoria de nossos índices sociais,” comentou.

A coordenadora do Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS), esse fórum demonstra o fortalecimento da rede de garantia de direitos das crianças e adolescentes. “O nosso propósito é que os índices positivos sejam atingidos, pois o município como um todo ganha. O CREAS entra nessa luta como agente atuante na política de garantia de direitos, na proteção, no fortalecimento e reestruturação dos índices familiares e comunitários que são rompidos por meio de violações sofridas pelas crianças. Esse encontro é mais um mecanismo de atuação direta,” revelou.

O I Fórum Comunitário do Selo UNICEF também contou ainda com a presença da presidente da Câmara de Vereadores, Nadigerlande Rodrigues, de estudantes de escolas da rede pública e privada, e de representantes de diversos segmentos da sociedade civil.

Kamyla Lopes

A partir desta sexta-feira (06) trabalhadores da Cagepa param as atividades no Estado



Os trabalhadores da Cagepa vão realizar uma paralisação de advertência em todo o Estado (exceto João Pessoa) a partir desta sexta-feira (06) até a próxima segunda-feira (09).  A decisão de paralisação da categoria foi tomada após a falta de avanço nas negociações do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2014/2016 com a direção da empresa.

Na terceira mesa redonda, realizada na última segunda-feira (02), a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Urbanas da Paraíba (Stiupb) recusou a contraproposta da direção da empresa de reajuste salarial de 5% e aumento de 5% no ticket alimentação. A reunião entre as partes ocorreu na sede do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) em Campina Grande.

Além da contraproposta ficar muito aquém das reivindicações dos trabalhadores (a categoria quer reajuste salarial de 15% e aumento do ticket alimentação de 27%), a diretoria da Cagepa  anunciou que o reajuste do plano de saúde este ano será de 8,5%, sendo que a empresa arcará com apenas 3,5% desse valor.

“Recusamos prontamente a proposta. Em vez dos trabalhadores terem o reajuste nos salários, na realidade, eles estão é perdendo, se levarmos em conta o aumento do plano de saúde. Então, é o momento de toda a categoria se unir e lutar por um salário mais digno e melhores condições de trabalho”, afirmou Wilton Maia, presidente do Stiupb.

Uma nova mesa redonda com a direção da empresa foi marcada para a próxima segunda, à 15h30, na sede do MTE. A categoria espera que a direção da Cagepa melhore as propostas apresentadas até o momento, para evitar greve por tempo indeterminado a partir de segunda-feira.

Assessoria

Jornada de Inclusão Produtiva reúne 700 agricultores da região de Catolé do Rocha


A terceira edição da Jornada de Inclusão Produtiva da região administrativa de Catolé do Rocha, realizada em Riacho dos Cavalos, nessa quarta-feira (4), teve a participação de mais de 700 agricultores familiares, que foram atendidos com as mais diferentes ações, entre cadastros dos Programas Garantia Safra, Tarifa Verde e Leite da Paraíba, além da emissão de Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAPs), entre outros. O evento, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Emater Paraíba. aconteceu na Creche Antônia Vieira Carneiro.

Durante a abertura, o prefeito Joaquim Hugo Vieira ressaltou a carência de água no município, mas disse que com a ajuda da Emater Paraíba tem procurado atender a toda população no que diz respeito ao abastecimento de água. “Nesse sentido, já construímos e recuperamos 55 barreiros, instalamos 37 poços tubulares, seis abastecimentos de água completo na zona rural, além de duas barragens subterrâneas”, afirmou, acrescentando que vai criar, junto com a Emater PB, um programa de açudagem e de barragens subterrâneas.

Dentro da parceria com o Governo do Estado, a prefeitura de Riacho dos Cavalos tem feito um chamamento para que os agricultores se organizem em associações para que possam melhor formular suas reivindicações e fazer valer seus direitos com o acesso a programas e politicas públicas. “Nosso foco tem sido atender, prioritariamente, o agricultor familiar e, para tanto, cedemos um funcionário da prefeitura para ajudar nos trabalhos no escritório local”, afirmou o prefeito.

Abertura – A abertura do evento contou com a presença do médico veterinário Lino Gonçalves, que representou a diretoria da Emater Paraíba, ressaltando o trabalho que a empresa vem realizando em favor do homem do campo durante os seus 58 anos de existência. Ele destacou a realização das jornadas que vêm acontecendo em todo Estado e tem garantido dezenas de ações e serviços para milhares de agricultores familiares paraibanos. “Reconhecemos a importância do agricultor, principalmente o de estrutura familiar, que alimenta 70 por cento de toda a população brasileira. Essas Jornadas têm possibilitado a aproximação do homem do campo com a cidade, atendendo de forma direta toda a população com diversas ações, gerando cidadania”, ressaltou Lino.

Apicultura – A apicultura é uma das atividades que mais geram renda no campo, o que é comprovado a partir de relatos de agricultores familiares durante as jornadas. É o caso do apicultor Francisco de Assis de Sousa, sócio da Cooperativa de Apicultores de Catolé do Rocha. Ele disse que num ano bom de inverno a produção é de 80 mil quilos anuais, e neste ano, mesmo com a escassez de chuvas, a produtividade média foi de 20 mil quilos. Isso demonstra que, mesmo com a estiagem, os apicultores têm condição de produzir mel e garantir renda. Ele disse que as plantas nativas resistentes à seca são juazeiro, oiticica, marmeleiro, aroeira e angico. No evento, a Cooperativa, que é formada por 62 associados, expôs seus produtos como mel engarrafado e sachê.

Outro sócio da Cooperativa, Argemiro de Almeida, que tem 203 colmeias, garantiu que, dependendo das floradas, produz em média 5 mil quilos de mel por trimestre. O apicultor autônomo Arione Alves de Carvalho, do Sitio Jaleco, de Riacho dos Cavalos, contou que começou com apenas duas colmeias cedidas pelo seu irmão e hoje já conta com 78 unidades, isso graças a um empréstimo contraído junto ao Banco do Nordeste. “Esse avanço se deu devido ao apoio da Emater, que elaborou o projeto pelo Pronaf B, no valor de R$ 2.500,00, e com a orientação dos extensionistas produzi 1.200 quilos, já colhidos neste ano”. Confiante, ele disse que pretende ampliar a produção até o final do ano. Sem a orientação da Emater e o incentivo do extensionista José Pereira, de Catolé do Rocha, isso não seria possível”, comentou.

O agricultor Jandir Fernandes Suassuna, do Sítio Curtume, em Riacho dos Cavalos, que desde a década de 90 trabalha com apicultura, com assessoramento da Emater Paraíba, tem mais de 400 colmeias que lhe garantem uma renda de R$ 15 mil. Ele fornece para empresas do Piauí e Ceará. “Sou agricultor familiar, produzo milho e feijão, mas é com a apicultura que tiro meu sustento e de minha família, principalmente em período de seca, como ocorre atualmente”, disse.

Outro que também falou sobre a importância da extensão rural em Riacho dos Cavalos foi o agricultor familiar Francisco Soares Diniz Filho, que há 39 anos trabalha na agricultura recebendo orientação da Emater. Além de culturas de base familiar, como arroz, milho e feijão, ele cria animais de pequeno porte e gado para a produção de leite. Para alimentar o rebanho em período de estiagem, cultiva palma forrageira, sorgo e capim elefante, e braquiária. Também cultiva peixe em três criatórios que fornece para prefeitura e se prepara para comercializar aos Programas do PAA e Pnae.

“Sem a orientação dos técnicos da Emater Paraíba, não sei o que seria de nós agricultores com relação a uma boa produção e ao controle de pragas e doenças das culturas”, afirmou Antônio Soares de Andrade, do Sítio Juvêncio. Segundo disse, sua plantação de melancia, melão e batata-doce foi acometida pela praga da mosca branca e foi graças à Emater que conseguiu salvar suas culturas. Ele também tem criações de pequeno porte, além de culturas de subsistência.

No município, o Banco do Nordeste/Agroamigo, em parceria com a Emater Paraíba, está possibilitando atendimento a 1.100 agricultores familiares com custeio e investimentos, entre os quais o melhoramento do rebanho bovino, o fortalecimento da agricultura familiar e recursos hídricos.

A exploração de codornas, galinha de capoeira e guiné pelo agricultor familiar Augusto Soares dos Santos, do Sitio Jenipapeiro, em Riacho dos Cavalos, que esteve expondo suas criações na jornada, foi iniciada há três anos por meio de projeto elaborado pela Emater, com financiamento do Agroamigo, no valor de R$ 2.500,00. Hoje, a atividade garante uma renda média de R$ 1.500,00 por semestre com a comercialização de aves vivas e abatidas.

Além do coordenador regional da Emater Paraíba em Catolé do Rocha, Francisco Veras Diniz, estiveram presentes ao evento, o chefe da Unidade Operativa local, Edvaldo de Aquino, e os demais extensionistas dos dez escritórios integrantes da região sertaneja.

Serviços – A Jornada de Riacho dos Cavalos contou com a estrutura da prefeitura com todas as secretarias. Houve demonstração de silagem, fenação, confecção de blocos multinutricionais, distribuição de mudas frutíferas e de alevinos, além da feira agroecológica promovida pela Universidade Estadual da Paraíba e Emater, com produtos orgânicos. Também teve a distribuição de sementes de palma forrageira pesquisada pela Emepa.

Pombal e Sousa – Nesta quinta-feira (5), está sendo realizada, na região administrativa de Pombal, sob a coordenação do técnico Leonar de Souza, a terceira edição da Jornada de Inclusão Produtiva, na Associação Atlética do Banco do Brasil, localizada às margens da BR 230, ao lado do Colégio Estadual Arruda Câmara.

Durante todo o dia, haverá exposições da agricultura familiar com mostras de produtos dos nove municípios integrantes da região e de plantas medicinais, distribuição de mais de dois mil quilos de sementes de milho, feijão e sorgo para agricultores e criadores da região, bem como cadastramento do Programa Tarifa Verde, Pnae e PAA, elaboração de Daps, Pronaf e crédito fundiário, entre outras ações.

A terceira e última Jornada de Inclusão Produtiva em nível regional desta semana acontecerá na sexta-feira (6), em Aparecida, um dos 12 municípios jurisdicionados pela região administrativa da Emater de Sousa, coordenada pelo técnico Francisco de Assis Bernardino. O evento, com estimativa de público em torno de 500 pessoas, entre agricultores familiares e autoridades do setor público agrícola, começa às 8h, no Ginásio Poliesportivo, localizado na saída para São Francisco.

Secom

Rômulo garante postulação ao Senado e não desiste de apoiar Ricardo


O vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) garantiu hoje (05) que sua candidatura ao Senado na chapa do gestor socialista está mantida. Rômulo afirmou que não deve voltar atrás de sua decisão de apoiar a candidatura à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) e que vai sugerir nomes para a vice.
 
- Temos a definição que é a pré-candidatura ao Senado, até porque qualquer outra manifestação desestabilizaria minha pretensão que é a pretensão do partido. Depois conversei com o governador e avançamos em uma série de questões.
 
O aliado de Ricardo Coutinho disse ainda que o governador pediu que ele desse sugestões de nomes que podem ocupar a vice na chapa majoritária.
 
- Ele pediu que pudesse dar algumas sugestões, mas vou analisar nomes e encaminhar, mas quem define é ele.
 
Sobre a possibilidade de retornar ao grupo dos Cunha Lima, Rômulo Gouveia foi enfático ao dizer que não existe essa hipótese.

parlamentopb

Dengue tem redução de 58,27% em casos notificados no Estado; Patos teve um óbito


As notificações de casos de dengue tiveram redução de 58,27% entre 1º de janeiro e 24 de maio deste ano na Paraíba, em relação ao mesmo período do ano passado. Os números constam do quinto boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). Nesse período foram notificados 3.419 casos suspeitos, enquanto no mesmo período de 2013 houve 8.193 notificações.

De acordo com o novo boletim 649 casos foram descartados; 708 confirmados por dengue; 8 por dengue com sinais de alarme; 4 de dengue grave e os demais estão sendo investigados pelas Secretarias Municipais de Saúde.

Do início deste ano até agora foram confirmados cinco óbitos, sendo dois em Campina Grande (40% das mortes); um em Patos; um em Cruz do Espírito Santo e um em Cuité. No ano passado, neste mesmo período, foram registradas sete mortes.

Quanto à distribuição por faixa etária dos casos notificados da doença, observa-se que há uma concentração na faixa etária de 20 a 49 anos, seguida das idades de 10 a 19 anos. Os dados sinalizam que podem ocorrem prejuízos nos espaços de trabalho, uma vez, que essa é a fase mais produtiva e a doença ocasiona a ausência de profissionais dos serviços. O sexo feminino é o mais atingido nas faixas etárias de 50 a 59 anos e de 60 anos ou mais.

Dos 223 municípios do Estado, 166 registraram a ocorrência de casos no sistema, restando 57 municípios sem notificação, até o momento. “Sinalizar a possibilidade de casos suspeitos é uma forma de manter todas as equipes de vigilância e assistenciais atentas, o que contribui para desencadear ações de vigilância epidemiológica e ambiental necessárias ao controle da doença em cada município”, disse a gerente executiva de Vigilância em Saúde, da SES, Talita Tavares.

Entre as principais ações estão o manejo clínico da dengue, trabalho que envolve 910 profissionais de saúde em 172 municípios. Foram capacitados médicos, enfermeiros e coordenadores de vigilância epidemiológica dentro das novas regras referentes à dengue; sobre procedimentos adequados para tratamento do usuário, dessa forma, evitando o agravamento da doença e as mortes; foram realizadas visitas técnicas nos municípios onde ocorreram os óbitos; houve distribuição de material educativo (folders, botons, camisas); e articulação da rede de referência para recebimento dos casos grave.

Secom

Paraíba sedia Encontro de Vigilância e Sistemas de Informação de Mortalidade e Nascimento



O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), está participando do Encontro Macrorregional Nordeste de Vigilância e Sistemas, no período de 4 a 6 de junho, no Hotel Tropical Tambaú, em João Pessoa. O encontro é realizado pelo Ministério da Saúde e estão participando aproximadamente 60 profissionais, entre gestores do Sistema de Informação de Mortalidade e Nascimento (SIM/SINASC) e de Vigilância do Norte e Nordeste.

Durante os três dias de evento estão sendo abordados temas como questões gerais sobre normas; regulamentos; portarias que estão sendo lançadas pelo Ministério da Saúde; SIM/SINASC; como funciona o sistema; Vigilância do Óbito Infantil e Materno e dúvidas colocadas pelos gestores.

“É muito importante para a Paraíba estar sediando esse evento, pois assim temos a oportunidade de que mais pessoas do estado estejam participando da reunião que está discutindo os óbitos. Em 2013 tivemos um aumento nesses óbitos maternos, de acordo com o sistema de informação, por isso é importante que nesse momento nossos gestores possam estar participando desse encontro”, disse a gerente operacional de Resposta Rápida, da SES, Diana Pinto.

O coordenador geral de Informações e Análises Epidemiológicas da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Juan Cortez Escalante, lembrou que essas reuniões são realizadas todos os anos pelo MS com os estados das regiões Norte/Nordeste. “Nesta oportunidade escolhemos a Paraíba para sediar a reunião, assim contamos com uma maior participação dos gestores daqui do estado. O MS está trabalhando muito, buscando ter um sistema de informação de estatísticas vitais e vigilância do óbito cada vez melhor, pois ele é uma grande ferramenta para ajudar com a redução da mortalidade materna e infantil em todo o país, que é nosso objetivo final”, concluiu Juan Cortez.

SIM/SINASC - O Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) e de Nascidos Vivos (SINASC) é informatizado e visa a descentralização do processo de coleta, processamento e consolidação de dados quantitativos e qualitativos, referentes aos óbitos e nascimentos informados em todo território nacional.

Trata-se de uma importante ferramenta de gestão por possuir variáveis que permitem formulação de indicadores epidemiológicos estratégicos para o planejamento das ações e tomada de decisão em diversas áreas da assistência à saúde. 

Secom

Estudantes de Patos participam de exposições na Semana do Meio Ambiente



A Secretaria Municipal de Meio Ambiente realizou uma exposição para expressar as discussões sobre a preservação da natureza, na programação da Semana do Meio Ambiente. A exposição foi realizada nesta quarta-feira, 05 de junho, na Praça Getúlio Vargas, com alunos das escolas municipais, estaduais e particulares.

O destaque ficou para a reciclagem, com materiais que normalmente iriam para o lixo, como garrafas pet, papelões, embalagens diversas e vidros, que foram transformadas em arranjos florais, bandejas, lixeiras para coleta seletiva e sabão ecológico. Além do trabalho de artesanato, os alunos expressaram o que pensam sobre o meio ambiente, em vídeos e apresentações culturais.
Com o tema “Água para Acabar com a Sede e Sua Sobra para Deixar a Horta Verde” à professora Telma Ribeiro, que trabalha com os alunos do Instituto Educacional Dr. Dionísio da Costa, falou sobre o aproveitamento da água que levou os alunos a terem uma consciência sobre a necessidade de preservar e economizar. “Nosso objetivo é de conscientizar esses alunos para o uso da água. O reaproveitamento dela está sendo muito bem utilizado na horta escolar”, concluiu.
Outro destaque apresentado por alunos foi sobre a reutilização da água. Em entrevista, a estudante Fabiana Trindade, ressaltou a importância desse trabalho. “Nosso projeto já foi finalizado e agora toda a água desperdiçada dos bebedouros está indo para a horta”, disse.
Cada escola ficou responsável por uma temática e retrataram os vários ambientes por meio de maquetes, como água, plantas, terra, plantas, papel reciclável, entre outros.
A programação da Semana do Meio Ambiente, continua nesta quinta-feira, 05, com palestras do professor Luiz Aquino, sobre a arborização nas escolas municipais.

Palloma Pires

CTA realiza atividade de prevenção às DST no Mercado Público de Patos



O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), que funciona na cidade de Patos por meio da Secretaria Municipal de Saúde, está realizando uma série de visitas a estabelecimentos comerciais para disseminar o trabalho educativo e de prevenção das DST/AIDS.

Na manhã desta quarta-feira (04), uma equipe do serviço visitou o Mercado Público da cidade fazendo a distribuição de preservativos e orientando a população sobre os mais variados serviços prestados gratuitamente, a exemplo dos exames de HIV, Hepatites, Sífilis, Tuberculose, entre outros.
De acordo com a coordenadora, Fátima Salomão Leitão, esse trabalho já é uma prática rotineira do CTA, visto que o serviço deve sempre procurar a prevenção das DTS/AIDS.

A psicóloga Renata Ferreira, disse que a informação e a orientação ainda são as melhores formas de prevenção, e que essas atividades servem para repassar informações importantes à população, sobretudo referente ao que o serviço oferece de forma gratuita.

Para o comerciante Gildenor Nunes, a iniciativa é válida e as pessoas devem abraçar a ideia, sempre buscando os serviços e se prevenindo das doenças.

Quem também participou da ação foi a assistente social, Eveline Cavalcante.




José Hélio Almeida Barbosa 

quarta-feira, 4 de junho de 2014

Saúde emite nota sobre agressão no Trauma de Campina Grande


A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nota hoje (04) sobre a divulgação de uma matéria na qual seguranças do Hospital de Trauma de Campina Grande aparecem agredindo pacientes. O texto oficial afirma que episódio ocorreu no ano passado e que responsáveis pelas agressões foram afastados das funções. Secretaria diz ainda que fato o está sendo requentado.
 
Nota
 
Secretaria de Estado da Saúde 
 
A respeito de denúncia de agressões por parte de seguranças a paciente no interior do Hospital de Trauma de Campina Grande, a Secretaria de Estado da Saúde destaca que:
 
1 – O episódio captado por imagens da segurança interna foi registrado no dia 8 de julho de 2013, conforme atesta data inscrita no canto superior do próprio vídeo em questão, e não recentemente como se tentou deixar transparecer na divulgação por parte de alguns setores da mídia;
 
2 - Todos os integrantes da equipe de segurança que apareceram nas imagens foram automaticamente afastados de suas funções logo após o incidente. O mesmo aconteceu com os servidores denunciados pelo cidadão que teria sofrido agressão por membros da equipe de apoio do Hospital;
 
3 – O Governo do Estado rechaça qualquer excesso na conduta dos servidores em defesa da ordem e do bem público e sempre orientou as diretorias de todos os hospitais da rede pública estadual que cobrem de todo corpo funcional das instituições atendimento digno e respeitoso aos cidadãos, o que tem conferido à rede hospitalar da Paraíba, uma das que mais cresceram no Brasil nos últimos três anos, reconhecimento oficial de humanização dos serviços;
 
4 – Inaugurado na atual gestão, o Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande, que realiza mais de mil cirurgias por mês, ampliou o número de leitos, vinte deles na UTI, e implantou um dos mais modernos centros vasculares do Brasil, o primeiro da Paraíba;
 
5 – É de se estranhar que alguns veículos responsáveis pela divulgação do vídeo não tenham em qualquer instante das reportagens destacado que o episódio ocorreu, praticamente, um ano atrás, requentando o caso com claro intuito de fazer com que o público entenda como algo recente, às portas de uma campanha eleitoral. Tal maneira de exploração só pode sugerir a interpretação de que o tratamento dado por alguns setores da mídia tenha nítida inspiração política, com desejo de denegrir a imagem de um hospital que, reconhecidamente, é uma referência no atendimento em todo Nordeste;
 
Por fim, reafirmamos nosso compromisso em cuidar bem das pessoas, tendo ampliado a rede hospitalar em mais de 600 novos leitos, investindo em construção e ampliação de hospitais, na contratação de profissionais de saúde e aquisição de equipamentos, algo que não encontra sequer rastros de precedentes nos governos anteriores.
 
Secretaria de Estado da Saúde

Prefeitura de Patos apresenta projeto de Pista de Skate





A Secretaria Executiva de Juventude de Patos e o Núcleo de Projetos da Secretaria Municipal de Infraestrutura apresentaram na noite da última terça-feira, 04, para skatistas, bikers e patinadores, o projeto da construção de uma pista permanente para prática de esportes radicais.

O secretário adjunto de Infraestrutura e coordenador do núcleo de projetos, Marcone Santos, explicou que o espaço a ser construído contempla não só a pista de skate, mas um conjunto que forma uma área convivência com mais de 1 km de extensão para as famílias patoenses.

"O projeto será executado num espaço localizado entre as entradas dos bairros Noé Trajano e Jardim Europa, conhecido como Avenida Portugal. Num total de mais de cinco mil metros de área de praça o projeto contempla além da pista de skate, área de convivência, quadra de esportes, academia de saúde e playground. Ficamos muito satisfeitos com a receptividade dos jovens que são conhecedores dos esportes, foi um momento de bastante interação," explicou.

Também participou do encontro o representante dos skatistas de Patos, Gervásio Júnior (Chorão) que falou sobre as vantagens de se ter uma pista apropriada para a prática dos esportes radicais. “Com essa pista poderemos promover e trazer campeonatos para Patos, o que movimentará nossa cidade em diversos aspectos. Já contamos com diversos praticantes sem ter a pista, com sua construção com certeza surgirão novos esportistas e quem sabe não revelamos grandes talentos,” comentou.

Para o secretário executivo de juventude de Patos, Marcelo Lima, a apresentação desse projeto mostra que a gestão municipal reafirma o compromisso com o desenvolvimento de políticas públicas para juventude. “Tivemos a oportunidade de dialogar, apresentar o projeto que foi bem aceito pelos presentes. Esse foi um momento muito importante para a juventude patoense, pois essa pista representa definitivamente a realização de um sonho. Os esportistas deram suas contribuições e considerações diante do apresentado, foi bastante proveitoso,” disse.

Para esportista que pratica manobras com bike, Marquinhos, é um projeto bastante eclético e irá contemplar diversas modalidades de esportes radicais. "A pista é completa, será ideal para a galera treinar e evoluir na modalidade que for, tanto no skate, ou no BMX, ou ainda nos patins", destacou.


Francisco júnior, que é skatista há 14 anos, esse projeto representa a realização de um sonho antigo. “Há muito tempo muitos vem correndo atrás desse objetivo e estamos vendo a concretização dele, estou particularmente muito satisfeito,” concluiu.

Kamyla Lopes

Pedro Gabriel, de 6 anos, lança livro na Livraria Leitura neste sábado




Pedro Gabriel é uma criança de 6 anos que desde cedo demonstrou talento para as artes. Sempre mostrou muita habilidade para escrita e desenho. A partir dos 3 anos, seus pais, os médicos Edivaldo e Amira Medeiros, começaram a guardar os desenhos feitos por ele, ao perceberem a sensibilidade que o menino tinha para expressar seus sentimentos de criança. Esses guardados agora estão nas páginas de um livro, que será lançado no próximo sábado, dia 7 de junho, às 16h, na Livraria Leitura, no Shopping Manaíra, em João Pessoa.

Pedro Gabriel fez 6 anos no dia 29 de maio e é aluno do 1º ano da Educação Infantil no Geo Sul. Seus pais começaram a perceber seu talento quando ele desenhava os super-heróis, com uma riqueza de detalhes impressionante para a idade. A partir daí eles estimularam que ele continuasse a desenhar e passaram a colecionar as figuras.

O menino tem desenhos sobre sua família, sobre a natureza, sobre os super-heróis e sobre outros personagens fictícios que ele mesmo criou. É uma criança que gosta de assistir filmes, desenhar, ouvir histórias e criar suas próprias histórias de guerra entre o bem e o mal.

“Acho incrível como ele cria rapidamente o desenho. Em poucos minutos ele faz aparecer uma imagem e torna real algo que estava em seu imaginário. Tem um desenho da família de ursos que acho lindo como ele expressou o papai urso com seu filhinho no colo. Acho perfeito o desenho dos ninjas, o da praia que tem um personagem tomando água de coco embaixo do guarda-sol”, fala orgulhosa a mãe Amira Medeiros.

Ela conta que Pedro nunca fez aula de desenho, e tudo que ele criou partiu de sua percepção. “O mais lindo não é analisar seus desenhos sob o ponto de vista técnico, mas sobretudo perceber os detalhes que ele expressa, principalmente por ser uma criança pequena. Adoro quando ele mesmo conta a história de cada desenho, com uma riqueza imensa de detalhes. Pensamos depois em colocá-lo para estudar desenho quando ele mesmo quiser” , revelou.

A médica Amira Medeiros disse que tanto ela como o marido, o também médico Edivaldo Medeiros, acham que este talento deve ser valorizado e a proposta do livro foi justamente de eternizar esta fase tão linda da infância. “O texto é bem leve e faz parte do universo infantil. Aqueles pais que gostam de contar histórias para seus filhos vão poder aproveitar muito, até porque é um livro de criança feito por uma criança real”, argumentou.

Contatos:
Pais de Pedro Gabriel:  Amira Medeiros (8896-7466 e 9982-7825) e Edivaldo Medeiros (8804-8771)
Email: amiramedeiros@gmail.com


terça-feira, 3 de junho de 2014

Campanha de enfrentamento ao trabalho infantil é lançada na Paraíba





A Campanha “Cartão Vermelho Contra o Trabalho Infantil” foi lançada na manhã desta terça-feira (3), no restaurante Mangai, em João Pessoa. A primeira dama do Estado, jornalista Pâmela Bório, participou da solenidade, cuja iniciativa é do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil na Paraíba e conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), e do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente na Paraíba (Fepeti/PB).

“Compreendo que essa discussão, esse posicionamento é importante e que a sociedade civil e todos os cidadãos se engajem nesta consciência de que criança não deve trabalhar, tem que estudar. E que adolescente tem que se capacitar. O trabalho que o adolescente realizar, tem que ser regulamentado. Quando vejo vocês reunidos em torno de uma proposta e uma ideia comum, quero que vocês sejam multiplicadores lá fora. Quero que todos compreendam a importância da gente tomar este tipo de atitude. Acho que está mais do que na hora dessa discussão sair do Fórum Estadual e Nacional de Prevenção e permear realmente o cotidiano da nossa sociedade e do nosso povo”, destacou a primeira dama, Pâmela Bório.

A secretária do Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos, que fez a abertura do evento ao lado da primeira dama e demais autoridades, frisou que o trabalho infantil é uma das formas mais perversas de destruir a infância e o futuro, porque quando uma criança começa a trabalhar com 12 anos, quando chega aos 35 anos ela estará desgastada, fisicamente e intelectualmente. Ela citou durante entrevista à imprensa que o enfrentamento ao trabalho infantil é um desafio para todos.

“Só nos Centros de Referência Especializados da Assistência Social (Creas) em 2013 tivemos mais de 517 denúncias e casos concretos de Trabalho Infantil na Paraíba, fora os dados do Ministério do Trabalho e outros. Então este é um desafio de todos e o Governo do Estado tem diversas ações, que se articulam com este enfrentamento. Temos o Programa de Agricultura Familiar (PAA) que compra toda a produção do homem do campo e dá condições às famílias, estamos realizando também audiências públicas nos municípios e realizamos a proteção para que possamos construir alternativas para a nossa juventude”, disse.

Disque 123 – Aparecida Ramos acrescentou que a sociedade deve denunciar os casos de trabalho infantil. “Temos o Disque Estadual 123 em que as pessoas podem ligar e fazer a denúncia de forma sigilosa e gratuita. Uma equipe multiprofissional recebe a informação e encaminha os casos para as devidas providências. Em casos mais complexos, a equipe monitora”, ressaltou.

Algumas formas de trabalho infantil registrados na Paraíba acontecem em feira livre, em residências (trabalho doméstico), em bares e restaurantes, em pedreiras, lixões, além da exploração sexual. O coordenador do Fepeti, Dimas Gomes, destacou que a Campanha tem o objetivo de sensibilizar aos governos e toda a sociedade civil e organizada.

“Em todo o mundo existem 168 milhões que ainda estão em situação de trabalho infantil. O número representa 11% da população infanto-juvenil. Na Paraíba, de acordo com o Censo IBGE de 2010, existiam 69.506 crianças e adolescentes trabalhando. Já em 2012, o Censo revelou que o número passou para 73.986 crianças ou adolescentes exercendo algum tipo de trabalho, ou seja, um acréscimo de 4.480 crianças trabalhando na Paraíba”, informou.

Comprometimento – O evento contou com presença significativa da imprensa que é parceira na divulgação das ações de enfrentamento e de autoridades como o juiz Adhailton Lacet Porto; o superintendente Rodolfo Ramalho Catão, do Tribunal e  Emprego; a procuradora do Trabalho Maria Edlene Lins Felizardo e a Promotora da Infância e Juventude Soraya Escorel.

Também estiveram no evento representantes do Ministério do Trabalho, da Universidade Federal da Paraíba, secretários de Estado como Gilberta Soares, da Mulher e da Diversidade Humana, e Sandra Marrocos, da Fundac, além de ONGs e representantes dos Conselhos Estadual e Municipal do Direito de Crianças e Adolescentes e toda a Rede de Proteção, além dos protagonistas adolescentes.

Na ocasião foi apresentada a Campanha “Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil”, que visa sensibilizar e informar a população sobre os riscos que a realização de grandes eventos pode trazer para crianças e adolescentes. Foi apresentado material de divulgação como banners, panfletos, bonés e faixas.

Mundialmente, o lançamento da campanha ocorre no dia 12 junho, data do Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. No Brasil, por conta da abertura da Copa do Mundo, que acontece no mesmo dia, o lançamento foi antecipado para o dia 11 de junho. A campanha vai até 2016, quando o Brasil sedia os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. A partir do ano que vem, após a Copa, a campanha terá seu mote modificado para “Todos Juntos Contra o Trabalho Infantil”.

Símbolo de enfrentamento ao Trabalho Infantil – O cata-vento de cinco pontas coloridas (azul, vermelha, verde, amarela e laranja), mantido nesta atual campanha, é o ícone da luta contra o trabalho infantil.

O objeto tem um sentido lúdico e de alegria, que deve estar presente na vida das crianças. Representa ainda movimento, sinergia e a realização de ações permanentes para prevenção e erradicação do trabalho infantil.

Secom

Arquivo do blog